JOCUM Borel e Espirituosa promovem encontro no mês internacional da mulher

Mais de cinquenta mulheres compareceram, no dia 21 de março, ao encontro.  A sede da JOCUM, no Terreirão, abriu as portas para uma tarde repleta de alegria e motivação, com palavras que abordaram temas como autoestima, bem estar e vida plena. Foi lançado um desafio as mulheres sobre a importância de galgar um legado e assumir um posto profissional.
Quatro palestrantes convidadas trouxeram mensagens de impacto. Pra. Sandra Andrade, Capela e Pastora; Celeste Fernandes, Diretora Executiva da Rede Boas Novas; Marli Pereira, representante da UFMBB (União Feminina Missionária Batista do Brasil) e Rosilane Jardim, Diretora de criação e coordenadora de estilo da empresa Karamello Rio.
Entre uma conversa e outra, houve distribuição de brindes e dinâmicas que enriqueceram o encontro. A Igreja da Cidade, sediada na zona oeste da cidade, foi uma das principais parceiras e trouxe uma expressiva equipe que além de evangelizar na comunidade entregou cestas básicas a participantes.
Para adoçar o evento um belo, farto e saboroso chá da tarde foi servido para as mulheres.
Além de reunir o grupo para ressaltar a data comemorativa, um dos principais propósitos da iniciativa foi apresentar o projeto Criarte, que desde 2005, trabalha com artesanato reunindo mulheres que tem aptidão para trabalhos manuais na comunidade do Borel.
“Hoje, o movimento Espirituosa está totalmente dedicado a profissionalizar o Criarte. Nosso objetivo é apoiar o projeto em todas as esferas e frentes necessárias para que ele se desenvolva ainda mais e possa abraçar mais mulheres não só produzindo moda, arte e design, mas capacitando-as para mercado de trabalho. O sonho é audacioso. Além de gerar o empoderamento das mulheres, queremos atuar diretamente na autoestima para que essas mulheres percebam o quão especiais e produtivas são, e tornar os produtos produzidos por elas competitivos”, afirma Raquel Lima, Diretora Executiva do Movimento Espirituosa.
A Diretora do Movimento Espirituosa aponta algumas necessidades para a evolução da iniciativa. “Nesse momento precisamos de muito apoio: de voluntários, de recursos para montagem de um espaço com os equipamentos essenciais e para manutenção do projeto, de parceiros comerciais, e principalmente de cobertura espiritual. Trabalhar com mulheres é projetar o desenvolvimento das próximas gerações, já que elas tem um papel essencial na educação e no sustento familiar”, ressalta.
Além do Criarte, a JOCUM Borel atua em diversas frentes de trabalho para distintos públicos. Conheça, divulgue e participe de um deles. Você pode abençoar e ser abençoado através dessas experiências.  Lembre-se que a fé sem obras é morta.

Texto:Raquel Lima

4 DSC09834 DSC09835 DSC09861 DSC09862 DSC09867 DSC09871

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair /  Alterar )

Foto do Google

Você está comentando utilizando sua conta Google. Sair /  Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair /  Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair /  Alterar )

Conectando a %s